Duplo nacional A

Oie pessoal, tudo bem com vocês?
Hoje eu tive uma vontade muito grande de postar resenhas de livros nacionais aqui no blog, mas como eram muitas as que eu tenho aqui, acabei escolhendo por ordem alfabética. As duas resenhas de hoje começarão com a letra A. Na semana que vem com a letra B e por ai em diante. Vocês já leram os livros Adeus à humanidade e Anjo negro? Gostaram?

Adeus à humanidade
Titulo: Adeus à humanidade
Autora: Márcia Rubim
Editora: Novo Século
Páginas: 392
Edição: 1
Lançamento: 2012
Sinopse: Uma paixão acendendo após mais de um século de escuridão.Uma doença atual apagando a luz de uma vida.Somente sua mordida poderia curá-la.Apenas seu tipo sanguíneo seria capaz de matá-lo. Como um amor tão improvável sobreviveria? Do que você seria capaz de abdicar para salvar e vivenciar, mesmo que por pouco tempo, um amor jamais sentido antes? Da cura de milhares de humanos? Da própria vida? Stephanie tinha todos os motivos do mundo para não acreditar em seres míticos ou na felicidade, mas vai descobrir que estava totalmente enganada. Sua alma-gêmea existe! O problema é que a linha do tempo que a separa do amor eterno é muito tênue. E somente um milagre possa uni-los novamente. 

Resenha

O livro começa muito bem, com uma história interessante e que não fica cansativa. Tinha certeza de que ia gostar muito do livro todo, já que o começo estava indo muito bem. Do nada a vida de Stephanie despenca, e ela se vê tomando conta da casa, arcando com as despesas e trabalhando sem parar, sem tempo para curtir a vida com os amigos. Até que ela consegue um emprego num hospital de São Paulo, e acaba se mudando para lá.

Stephanie me conquistou desde o começo. Quando se viu diante de uma situação que outras pessoas não conseguiram suportar, ela se manteve forte e fazendo o trabalho que não era sua função. Trabalhava sem parar, não tinha vida social, a não ser os amigos que tinha no hospital onde trabalhava, e morava num quarto de uma pensão muito pequena.
No hospital, Stephanie conhece o Dr. Richard, um médico muito exigente e grosso... E muuito bonito também.

Stephanie tinha uma auto-estima muito baixa. Vivia achando que os homens não se atraiam por ela, mas acontecia exatamente o contrário. Stephanie tem emoções e sentimentos igual a qualquer garota, mas a diferença é que ela nunca se apaixonou por ninguém. Nunca levou nenhum namoro adiante, mas não por falta de opções.

É possível perceber que o Dr. Richard é bem estranho já no começo. Ele está sempre por perto, e é muito rápido, num minuto está em um lugar e no outro em um lugar completamente distante. Mas ele se preocupa com Stephanie, só pelo jeito com o qual age quando está perto dela, percebe-se que um romance vai surgir.

Já tinha lido a sinopse do livro e algumas resenhas, então já sabia o que me esperaria lá pela metade do livro, mas não esperava que fosse acontecer desse jeito. O livro é, sim muito emocionante, principalmente se o leitor consegue sentir o que a personagem sente, mas o que não deixou a história maravilhosa foi a reação de Stephanie. Não posso dizer mais nada pois seria spoiller e também não quero atrapalhar a leitura de ninguém.

Apesar de algumas “coisinhas” o livro é muito bom. Márcia Rubim escreve muito bem, e consegue prender o leitor nas páginas deste livro, que é ao mesmo tempo emocionante e divertido.



Anjo negro
Titulo: Anjo Negro
Autora: Mallerey Cálgara
Editora: Novos Talentos da Literatura Brasileira
Páginas: 207
Edição: 1
Lançamento: 2011
Sinopse: "Até onde você iria para salvar a pessoa que você ama? Até que ponto se sacrificaria e tudo pelo qual você lutou e acreditou? Para muitos, quando tudo parecia ser o fim, para Darian foi apenas o início. Filho de um Anjo que se apaixonou e se envolveu com um humano, e após ser transformada em mortal, comete suicídio. Com a passagem livre entre os dois mundos, Darian recebe uma proposta do Arcanjo Miguel de recolher dez mil almas que querem ser salvas e colocá-las em uma caixa angelical. Ele vê nesta proposta um meio de amenizar o sofrimento de sua mãe que se encontra no vale dos suicidas. Contando com a ajuda de seu Anjo da guarda, Hadji, ele parte em uma jornada de aprendizagem, mas com grandes conflitos e indecisões. Porém, não só apenas os Anjos do bem o observavam, e uma nova proposta de maior peso, lhe foi feita, por Iblis, o senhor dos infernos: “-... Apenas dez mil almas simples, comuns, por uma especial, uma troca justa.” Cabendo somente a ele, tomar a decisão de não lhe entregar a caixa ou, de salvar sua mãe e tornar-se um Anjo Negro.”

Resenha

Anjo negro é um livro que já estava na minha lista há muito tempo, desde a bienal do livro de São Paulo de 2012. Assim que o comprei, não esperei para lê-lo, e a leitura flui tão rápida, que quando fui ver já tinha terminado o livro. Anjo negro conta a história de anjos e Neefilins, e também dos Postestades, que são responsáveis por recolher almas que aceitaram perdoar a si mesmas, que querem ser salvas.

Darian era apenas um jovem comum, sua mãe havia se suicidado há muito tempo, e seu pai era apenas um médico que tinha a própria clinica. Desde pequeno Darian ajudava a cuidar das pessoas, e quando descobre que é filho de um Anjo com um mortal, e que pode ajudar milhares ou milhões de almas perdidas, Darian não exita em aceitar a proposta, ainda mais quando pode salvar sua mãe, que está presa e castigada a ficar no Vale dos suicidas por toda a eternidade.

Sabia que a história seria de anjos, e de demônios também... Claro, onde há anjos pode apostar que há demônios. Mas não imaginava que a autora tivesse criado uma narrativa tão bem escrita e definida como essa, com uma história completa e interessante que não fica cansativa. Darian ama muito sua mãe, e está disposto a fazer o que for preciso para amenizar a dor de quem o gerou, mesmo que sofra no final, e ele muda muito durante o livro, principalmente depois que conhece Hadji, seu anjo da guarda que o ajuda em suas “missões”.

Apesar de ser um livro bem pequeno, Anjo negro tem tanta coisa dentro, que nem parece ter menos de 210 páginas. É aventura que não acaba mais, emoção á toda hora, e impossível não mencionar o fato de que Hadji é uma personagem maravilhosa que me conquistou já no primeiro momento em que apareceu. A família de Darian também é muito bem formada, com pessoas diferentes umas das outras, mas aparecem pouco, então não sei se deveria ficar mencionando-os.

A história gira em torno de Darian em sua missão de colher as almas, e na tentação de escolher o caminho errado por ser mais fácil, já que no caminho errado ele libertaria sua mãe, mas sofreria conseqüências mais fortes.
Não imaginei que a história fosse acabar do jeito que acabou. Esperava um “viveram felizes para sempre” por mais que eu não goste muito de finais assim como em contos de fadas. Anjo negro é um livro muito bom, mas não chegou a ser um dos meus favoritos.

MilkMilks
Dryh Meira

3 comentários

  1. Eu já li os dois, e confesso que sou apaixonada por Adeus a Humanidade! Dr. Richard é um dos meus namorados literários! Amo de paixão!!!! Agora, estou doidinha pela continuação, Quando a Humanidade prevalece, espero poder lê-lo em breve!

    Anjo Negro não me conquistou.... gostei da história, mas... não sei, faltou algo pra me fisgar sabe? É dificil descrever, as vezes só não nos conquistam...

    Adorei as resenhas!

    bjo^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrs Dr. Richard, ai sim é bom ir pro hospital..rsrs

      Excluir
  2. Esse Adeus à Humanidade ja tinha visto resenha antes, parece ser bom mesmo :3
    Esse anjo negro nunca tinha visto resenha ;]33
    Fiquei mais interessada ainda hahaha
    Meio? Absolutamente ahsdhahadhsau
    Um beijo!
    Pâm
    http://interruptedreamer.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...