Duplo terror

Oie pessoal, tudo bem com vocês?
Quem ai gosta de terror? Livros, séries, filmes de terror? Bom, confesso que não sou muito fã, principalmente porque sou medrosa. Mas ainda assim trouxe duas resenhas de livros do gênero terror hoje. São livros que eu gostei bastante, A última casa da rua (que também tem o filme) e Uma carona no escuro. Vocês já leram algum desses livros? Quais?

A última casa da rua
Titulo: A última casa da rua
Autores: Lily Blake, David Loucka e Jonathan Mostow
Editora: ID
Páginas: 184
Edição: 1
Lançamento: 2012
SinopseUma garota matou os pais de forma brutal e desapareceu. Hoje, quatro anos depois, apenas Ryan, o misterioso irmão mais velho, mora sozinho naquela mesma casa, sombria e esquecida no tempo. Indo contra tudo e contra todos, Elissa acaba se envolvendo amorosamente com o estranho rapaz. O que ela não sabe é o quão perigoso esse jogo pode se tornar…

Resenha

Já tinha visto o filme antes de ler o livro, mas esperava que os dois fossem diferentes, mas são exatamente iguais. Elissa é uma garota que não se dá bem com sua mãe, na verdade, elas mal se falam, como se fossem apenas duas pessoas morando na mesma casa, e não mãe e filha, ambas abandonadas por um pai cantor que viaja em turnês pelo mundo todo. Elas moravam em Chicago, mas então a mãe de Elissa decidiu que elas iriam mudar-se para uma cidadezinha no interior dos Estados Unidos.

Só pela capa do livro já é possível perceber que trata-se de uma história de terror e mistério, e ao longo das páginas muito bem escritas, vamos conhecendo e duvidando de vários personagens, mas confesso que não esperava o final. Há muito tempo, uma garota assassinou os pais na ultima casa da rua, e desde então ninguém além de Ryan, o filho do casal, mora naquela casa Elissa e sua mãe acabam habitando a casa mais próxima daquela que todos tem medo, daquela que a prefeitura quer derrubar e que muita gente quer atear fogo, pelo simples fato da garota ter desaparecido logo depois dos assassinatos.

Durante o livro, suspeitei várias vezes de Ryan, assim como os moradores da cidade onde eles moram, mas também ficava em duvida se ele era apenas uma vitima, ou se era tão louco quanto a irmã, e bem, nem todo mundo é inocente, mas Ryan me pareceu um verdadeiro psicopata. Elissa também não é uma personagem que agrada muito, o jeito que ela trata sua mãe não é muito “legal” e respeitoso, e ela também não me pareceu uma personagem muito inteligente.

O livro é pequeno, mas a história é comprida e cheia de emoções, principalmente no final, que assim como no filme, foi surpreendentemente assustador e revelador, simplesmente não consigo entender o que levou aquelas pessoas a fazerem o que fizeram, esse livro me lembrou um pouco de CSI com Criminal Case, onde vemos todos os tipos possíveis de loucos e psicopatas.

“Gosto do amanhecer porque ainda estão todos dormindo. É como se as melhores ideias estivessem pairando por ai, sem que ninguém as tivesse pescado ainda” –
Página 54


Uma carona no escuro

Titulo: Uma carona no escuro
Autora: Natalia de Oliveira
Editora: Clube de Autores
Edição: E-book
Páginas: 158
Sinopse: Um homem dirije sozinho seu Bel Air pelas estradas desertas esperando se encontrar nessa viagem de auto conhecimento. No meio da estrada escura ele dá carona á um estranho, ignorando o alerta de um frentista que lhe alertou para que não o fizesse, desconhecendo as intençoes nefastas desse estranho. "Uma carona no escuro" é o conto de também dá o nome á esse apanhado de contos de terror, um thriller eletrizante que vai fazer o leitor olhar por cima do ombro enquanto lê, despertando um dos mais primitivos sentimentos humanos, o medo. Da mesma autora de "Sebastian", Natalia de Oliveira volta ás suas raizes, trazendo historias com seus temas preferidos: Vampiros, Fantasmas, Lobisomens, Zumbis, você não vai conseguir para de ler.
  
“Verdade seja dita, quem não gosta de uma boa
historia de terror? Quando você começa a ler e fica
olhando por cima do ombro, com aquele friozinho na
barriga?” – página 8

Resenha

Um gato no telhado: Nunca senti tanto medo por gatos!!! Adoro gatos, mas não posso ter um em casa porque minhas irmãs odeiam e por causa do meu cachorro, mas adoro gatos. Quando li esse conto, fiquei sem olhar para os gatos durante uma semana..Falo sério, é um conto realmente muito assustador. Justin é um homem de quarenta e poucos anos, e odeia o gato que anda no telhado de sua casa todos os dias, e como nós, meros mortais (seres humanos) não conseguimos controlar nossa raiva a maior parte do tempo, ele acabou fazendo uma besteira, da qual se arrependeu depois.

Gatos são os guardiões do Mundo
dos Mortos.”.

Donna 
O segundo conto do livro fala sobre um casal de namorados muito apaixonados, que num certo Dia dos namorados, decidiram dar um passo muito importante. A história é de arrepiar. Quando comecei a ler o conto, pensei que não seria tão assustador, mas assim que cheguei na metade dele, percebi que é tão horripilante quanto o primeiro.

Uma carona no escuro
Conto que deu origem ao titulo do livro, conta a historia de Derek, um homem divorciado que estava viajando sem rumo.
- Se vai continuar á noite, tome cuidado, não
pare o carro até chegar á parada e principalmente
não dê carona á ninguém, á ninguém.” – página 48

É claro que, nem sempre as pessoas fazem o que lhes é dito, como não dar carona á ninguém, tem sempre alguém que acaba fazendo isso nos filmes, e nunca dá muito certo, principalmente porque pode ser um assassino pedindo carona. Uma carona no escuro é uma história de um dos seres mais incríveis que poderia existir, tirando que esses seres não existem na realidade, são apenas ficção, e é um conto muito assustador. Derek é um cara bem idiota, e não presta muito atenção nas coisas a sua volta, mas confesso que esperava bem menos dele no final.

Eles estão vindo
Suzana trabalha num mercado que fica não muito longe de sua casa, e numa noite normal, coisas estranhas acontecem, e os mortos vivos ressurgem. Achei bem interessante a história de mortos vivos, que é um dos meus temas favoritos, principalmente depois de ver The Walking Dead,  e Suzana me pareceu bem esperta ao lidar com isso tudo. Mas a história chegou numa parte, em que se parecia muito com outros filmes, e não isso muito legal. Essa coisa de o governo acabar, e as pessoas sobreviverem por conta própria virou muito clichê.

O mistério das pegadas
Alice é a típica garota moderna, que odeia fazendas e sítios. Primeiro porque lá não pega internet e nem o celular, segundo porque não tem nada para fazer. Isso segundo ela. Esse conto é sobre outro ser fictício do qual eu gosto muito, sinceramente, não achei que esse foi o melhor conto, mas é um conto bem legal.

Ponto final
Depois que li esse conto fiquei morrendo de medo de ônibus. Realmente, a autora sabe mesmo assustar os leitores... rsrs.. Esse é o menor conto do livro, mas também é um dos melhores.

Maldita bonequinha de porcelana
Só o nome já me deixa com medo. Jules é uma garota órfã, bem, não órfã, mas só tem sua tia Megan como parente vivo. Seus pais morreram, não tem avós, primos, tios, nada, só a horrível e doente tia Megan. Maldita bonequinha de porcelana me deixou com medo de bonecas..rsrs..por mais que eu nem tenha bonecas, ficava imaginando o que aconteceria se uma delas fizesse o que a boneca do conto fez. Assustador.

Milagres
Primeiramente, devo dizer que não acredito em milagres. Deve ser por isso que a historia não me agradou muito, não sou uma pessoa religiosa, e nem mesmo acredito em santos e em deus, mas ainda assim li o conto inteiro. Alice tem um dom, ela cura as pessoas, mas em troca disso, acaba envelhecendo. Não foi um dos meus contos favoritos, mas ainda assim é bem legal.

Negócios são negócios
Nathan vive num bar, e é lá que ele conhece um homem bem estranho, que não fala coisa com coisa, e a partir daquela noite, Nathan faz coisas que não queria fazer. Esse é outro conto muito curto, na verdade, a maioria dos contos desse livro são curtos, mas esse é um dos menores. Nathan é um personagem fraco, que não faz nada alem de ficar bêbado todos os dias, e por mais que as coisas estivessem difíceis para ele, qual é, de que adianta ficar bebendo? Não vai mudar nada.

Não mexa com quem está quieto
Não entendi muito bem esse conto. Primeiro porque não é explicado ao leitor o que realmente acontece, os personagens simplesmente mexem com um tabuleiro e de repente dois deles somem. Não sei o que pensar e muito menos o que escrever sobre esse conto, como já disse antes, não o entendi muito bem.

Natalia é uma autora que realmente sabe escrever contos assustadores, que deixam o leitor com um friozinho na barriga e a adrenalina super alta quando está sozinho em casa lendo o livro, e ouve um barulho...

MilkMilks
Dryh Meira

5 comentários

  1. Juro que eu tento, mas eu não consigo curtir livros na temática. Eu fico muito impressionada e acabo tendo pesadelos. :S

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrs' eu também era assim, mas agora até consigo ver alguns filmes e ler alguns livros de terror....mas antes, não conseguia nem dormir direito *-*

      Excluir
  2. Eu nunca li esses livros, tenho vontade, mas como você eu tenho medo kkk
    To há um bom tempo enrolando para ler o Drácula rs
    bjs
    http://www.letrasdanana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrs Dracula eu não conseguiria ler...depois acabaria sonhando com vampiros e morte...kkkk

      Excluir
  3. Não li nenhum dos dois, mas assisti ao filme de A Ultima Casa da Rua e não gostei muito, esperava mais sabe.... vamos ver se gosto do livro! rsrsrsrsr

    Fikei mega curiosa quando Um Carona no Escuro, parecer ser muito bom!

    bjo^^

    ResponderExcluir

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...