Especial Fabiane Ribeiro

Heey pessoas, tudo bem com vocês?
Mais uma entrevista (uia), e desta vez com a Fabiane Ribeiro (Fabianete aquiii \0/ ) .
A Fabiane é autora de três livros, por sorte eu já li os três e AMEI ♥ (Os livros já foram resenhados no blog, para ler as resenhas é só clicar no "resenha aqui" abaixo:) Dos três, A gente ama, a gente sonha é o meu favorito, pois a história se passa no futuro (sou louca por distopias e histórias do futuro ^^) e também porque ele foi o que me tocou mais. Vou deixar as sinopses dos livros no final do post, caso vocês queiram conhecer melhor as histórias ^^

A gente ama, a gente sonha - resenha aqui
Corações em fase terminal - resenha aqui
Jogando xadrez com os anjos - resenha aqui

                               
"Lembro que, quando muito pequena (com 6 ou 7 anos), minha distração preferida era escrever histórias. Sempre colecionei adesivos. Minha mãe, então, escolhia um adesivo e o colava em um papel... Eu passava a tarde toda criando uma história a partir daquela figura.
Ler, sempre foi uma das coisas que mais amei fazer. Sempre li de tudo e enumerar livros ou autores favoritos seria uma missão impossível.
Então, após muito luta (como qualquer outra, que acompanha a busca de um sonho e de uma profissão), hoje sou médica veterinária e escritora, apaixonada pelos animais e pelas palavras.
Já vivi em três estados diferentes (SP, MG e PR) e não sei qual meu próximo destino, estou em constante mudança, reinventando a mim mesma, as minhas paixões e a minha vida, a cada novo dia. Meu futuro será onde as águas, nascidas da fonte de minhas palavras e paixões, me levarem."


Entrevista com Fabiane Ribeiro

  1. Antes de tudo, poderia nos dizer de onde vieram as inspirações para escrever seus livros?
Eu tenho muita dificuldade pra determinar quando e como surge alguma ideia ou de onde vem a inspiração. Tudo vai surgindo aos poucos em minha mente e eu vou anotando, até o dia em que percebo que tenho material suficiente para um livro. Eu apenas começo a escrever um livro quando tenho seu esboço completo, principalmente o final pronto em minha cabeça. É um processo trabalhoso, mas gosto de ter tudo anotado, justamente para não correr o risco de ficar sem ideias durante a escrita.

  1. Qual livro foi o mais complicado, seja para escrever, publicar?
Cada livro tem sua dificuldade em um aspecto. Alguns são mais emotivos, outros são mais densos, ou até mesmo mais longos, o que torna o trabalho maior. Portanto, nunca parei pra pensar qual foi o mais complicado, creio que a resposta certa seja essa mesma, que todos têm sua complicação, mas cada um de sua forma.

  1. Além de escrever, você também lê bastante?
Sim, eu leio muito. Costumo ler de tudo, todos os gêneros e autores, e minha meta é sempre ler ao menos 4 livros por mês.

  1. Sabemos que essa pergunta pode ser chata, mas você já recebeu criticas mal educadas sobre o seu trabalho?
Não, até hoje tive sorte de receber apenas mensagens educadas de leitores, mesmo daqueles que por algum motivo não se identificaram com meu trabalho. Sei que cada pessoa tem seu ponto de vista, e aquela velha história, de que nunca conseguiremos agradar a todos, é muito verdadeira. Além disso, é necessário ter humildade e saber que tudo o que fazemos e levamos ao público possui erros e acertos, portanto, é importante respeitar o que leitores têm a dizer.

  1. Se você fosse um personagem, de qualquer livro, qual seria? Por quê?
Confesso que nunca pensei nisso, mas respondendo agora de imediato, eu diria que seria Hermione Granger. Quem nunca sonhou em ir pra Hogwarts?

  1. De onde veio essa vontade de escrever?
Eu sempre amei ler e escrever, mas confesso que nunca sonhei em ser escritora. Eu estava no quarto ano de faculdade de Medicina Veterinária, quando fiquei doente e parei os estudos por um tempinho. Nessa época, em meio a momentos difíceis, escrevi dois livros. Um deles é o romance “Jogando xadrez com os anjos”, minha primeira obra publicada. Desde então, a literatura passou a fazer parte da minha vida e dos meus sonhos. É até difícil (e um pouco estranho) pensar nessa mudança de carreira, mas estou bem feliz, deixando as coisas acontecerem. Todas as pessoas ao meu redor, família e amigos, me incentivaram muito e isso foi fundamental.

  1. Você tem alguma surpresinha chegando? Um novo livro, um evento...
Tenho muitos livros esboçados, mas no momento não estou tendo tempo pra me dedicar a nenhum deles como gostaria. Ainda tenho muito trabalho pela frente para desenvolver minhas novas histórias e pretendo lançá-las nos próximos anos. Nos próximos meses, estarei me mudando de país, então essa tem sido minha maior preocupação e ocupação recentemente.

  1. Você tem um preferido? Ou seja, dos seus livros, um que você goste mais, ou todos eles são igualmente amados?
Sem dúvida eles são igualmente amados. Cada um tem um significado especial pra mim, assim como cada um de seus personagens.

  1. Qual a sensação de saber que dezenas, centenas de pessoas, estão lendo seus livros e gostando?
É uma sensação de muita alegria e dever cumprido ver meus livros entrando na casa das pessoas do país todo e saber que minhas histórias irão fazer-lhes companhia. Além, é claro, do friozinho na barriga.

  1. Você chegou a pensar em desistir no meio do caminho, entre escrever e publicar?
Nunca pensei em desistir, eu sempre soube que seria um caminho difícil. Por exemplo, encontrar uma editora comercial, que tivesse interesse em “bancar” a edição do livro foi uma época bem difícil da minha trajetória de escritora. Sou muito ansiosa e esperei por um ano até receber meu “sim”, então foi complicado o processo de espera. Entretanto, agora também está sendo um desafio. Estou batalhando a cada dia para conquistar leitores e fazer meu nome ficar conhecido. Creio que esta etapa que estou vivendo seja a mais desafiadora. Porém, em nenhum desses momentos difíceis pensei realmente em desistir ou que não seria capaz.

  1. Quais os seus autores favoritos? Você se inspirou neles para escrever?
A lista é grande! Eu poderia citar vários autores e livros aqui. Vou destacar um autor cujos livros mexeram muito comigo, Carloz Ruiz Zafón. Também gosto sempre de citar A Cidade do Sol (de Khaled Hosseini), que é um dos meus livros favoritos. E mais recentemente, tive a oportunidade de ler “O caminho para casa” (de Kristin Hannah) e me envolvi muito com a história, podendo dizer claramente que não me esquecerei dela. Cada um dos meus inúmeros autores favoritos me inspira.

  1. Última perguntinha, o que as pessoas que ainda não leram Jogando xadrez com os anjos, Corações em fase terminal e A gente ama, a gente sonha, podem esperar dos livros?
Eu escrevo aquilo em que acredito, minhas emoções e formas de ver a vida, então tenho certeza de que outras pessoas também irão acreditar em minhas palavras e se envolverão com elas, cada uma de sua maneira. 


Jogando xadrez com os anjos
Inglaterra, 1947. A Europa encontra-se devastada pela Segunda Guerra Mundial, assim como o coração de Anny. A garota de oito anos vê seu mundo desmoronar ao receber a notícia de que não poderá mais viver com os pais e terá que se mudar de casa levando pouco mais que seu tabuleiro de xadrez. Tudo parecia um pesadelo, até que surge Pepeu, um jovem misterioso que mudará para sempre a vida de Anny, levando-a a aprender sobre o mundo e a viver momentos emocionantes sem sair dos canteiros de seu pequeno jardim. Ao lado de anjos que são colocados em sua jornada, a doce menina aprende a enfrentar as dificuldades através de lições de abnegação, fé e amor verdadeiro.

Corações em fase terminal

Cátia, após quase acabar com a própria existência, mergulhada em uma vida de vícios e erros, acorda em um local misterioso, com o coração, manchado, em uma caixa dourada, e uma projeção de si própria, presa em um espelho repugnante. Em meio a uma cidade estranhamente maravilhosa, e junto a um amor mais forte que a própria vida, Cátia tem sua última chance de encontrar a cura para seu coração manchado. Descubra o que é o Santuário, o clarão dourado, o templo onde a rosa flutua... Conheça cada personagem e seu coração doente. Cada um deles terá uma última chance para salvar sua vida, devido a seus próprios erros. 

A gente ama, a gente sonha
Num futuro distante, em que a humanidade é completamente diferente daquela que conhecemos, Vanessa depara-se com situações para as quais foi treinada a não se importar: morte, fé, família, amor. Uma mensagem vinda do ano de 2012 é apenas o começo das mudanças em sua vida, que se intensificam quando ela começa a sonhar livremente, o que também era proibido. Em uma narrativa sobre a reinvenção do homem do futuro, dos valores e do mundo, A gente ama, a gente sonha, é um misto de ficção futurista com os dramas atuais da humanidade, que, apesar dos esforços, nunca mudam. As perdas e os sonhos vão levar Vanessa a descobrir um mundo novo e a resgatar sentimentos escondidos em seu peito. Descobrir quem é o rapaz misterioso dos seus sonhos é apenas um de seus problemas, quando, na verdade, amar é o maior crime que ela poderia ter cometido. 

Muitíssimo obrigada por nos conceder essa entrevista Fabiane ^^
MilkMilks
Dryh Meira

14 comentários

  1. Olá Dry.
    Adorei a entrevista, já visitei e sigo o blog dela e parece ser um amor de pessoa.
    Nossa 4 livros por mês! A autora está de parabéns ^^
    Quanto a tudo, ainda é veterinária que coisa fofa *-*
    ótima entrevista.

    Beijos
    http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eba, fico feliz que você tenha gostado ^^ a Fabiane é um amor mesmo, super gentil ^^

      Excluir
  2. Só conhecia o Jogando xadrez com os anjos, mas ainda nem li. Os livros dela parecem ser muito bons, e ela parece ser uma ótima pessoa, pela entrevista. Me deu mais vontade de ler o Xadrez e de conhecer os outros também.

    Beijo :*
    www.tainahrodrigues.com
    fantasiandocomoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ela é um amor de pessoa ^^ Jogando xadrez com os anjos é um livro muito bonito, e tocante também

      Excluir
  3. Oi, Dryh!
    Adorei a entrevista. Não conhecia a autora e nem os livros dela, então foi uma ótima oportunidade pra eu conhecer um pouco mais!

    Beijos.
    http://viciosemtres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você tenha gostado dos livros Fernanda ^^

      Excluir
  4. Oii!!
    Já conhecia o livro, mas nada da autora! Ótimo post!
    Beijos

    Elidiane
    Leitura entre amigas

    ResponderExcluir
  5. Ela é muito simpática. tenho Corações em fase terminal, mas ainda não li. Espero ler em breve.

    Beijos,
    Carissa
    www.carissavieira.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é mesmo ^^ ah, ai você me conta se gostar do livro ^^

      Excluir
  6. Oi Dryh! Nossa que entrevista maravilhosa! Eu tenho Jogando Xadrez com os Anjos e Corações em Fase Terminal (que ganhei aqui ^^) mas ainda não os li. Pretendo faze-lo em breve!

    bjo bjo^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não leu? *o* correee ler que você vai amar ♥

      Excluir
  7. Oi Dryh!
    Adorei sua entrevista!
    Muito completa e acredito que os fãs da Fabiane vão amar!
    Nunca li nenhum livro dela, mas pelas sinopses que você postou, fiquei muito curiosa pelo Jogando Xadrez com os Anjos *-*

    Beijão
    http://obsessivejerk.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eba, fico feliz que você tenha gostado Jéssica ^^

      Excluir

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...