Imperfeito

Título: Imperfeito
Autor: Robson Gabriel
Editora: Kindle Direct Publishing
Páginas: 215
Edição: 1
Lançamento: 2015
Sinopse: Daniel, um garoto de dezoito anos, está prestes a entrar na faculdade. Mas entre todas as mudanças pelas quais sua vida inevitavelmente passaria, a última coisa que ele esperava era lidar com sua recém descoberta homossexualidade. Ele sempre soube que era diferente dos outros garotos, mas é apenas na noite da festa de despedida do ensino médio e da sua antiga vida que Daniel aceita a verdade sobre si. Agora, o jovem deverá conviver com a verdade a respeito de sua identidade. Com as aulas da faculdade se aproximando, mal sabe ele que em breve estará dividido entre dois caminhos. Um lhe garantirá a possibilidade de ser feliz, o outro irá forçá-lo a manter uma parte de sua vida oculta de todos ao seu redor. A vida de Daniel mudou. Mas ele ainda tem que aprender a lidar com muitas coisas... 
Resenha

Infelizmente eu criei um mundo em que ser feliz é a última coisa que importa. Um mundo em que viver de verdade pode significar minha ruína.

Daniel está prestes a ir para a faculdade quando seus amigos armam para cima dele, tentando desmascará-lo. Acontece que o rapaz sempre sentira atração por meninos, mas fazia de tudo para ignorar esses sentimentos. Bia então propõe um jogo onde Daniel e Andy precisam se beijar e, após isso, Daniel descobre ser homossexual, e passa a fingir ser hétero, com medo do que as pessoas vão dizer.

Não sei explicar, mas o beijo de Andy fez com que eu me sentisse feliz. Tenho a sensação de que, pela primeira vez em toda a minha vida, sou uma pessoa livre, de que a peça que faltava em meu quebra-cabeça finalmente fora encontrada e encaixada dentro de mim.

No dia em que sairiam os resultados dos exames para as faculdades, Daniel decide fazer um passeio pela Avenida Paulista, passando por alguns lugares e parando, enfim, no MASP, onde ele conhece Bernardo, um rapaz que, de cara, percebe que Daniel está escondendo quem ele realmente é. Após uma breve conversa, os dois se separam, e Daniel percebe, decepcionado, que nem mesmo pegou o telefone de Bernardo.

Porque eu tinha de ser o diferente, aquele que tem medo da opinião dos outros sobre as minhas escolhas?

Quando as aulas começam, Daniel finge ser alguém que ele não é, decidido a esconder seus sentimentos dentro de uma casca que ele mesmo criara, o que o deixa infeliz. Até que, algum tempo depois, ele reencontra Bernardo, e os sentimentos que ele tanto lutara para esconder subiram à superfície, afogando-o. Com Bernardo, Dan não precisava fingir, ele podia ser ele mesmo, sem encenações. Mas será que isso seria o suficiente para que ele criasse coragem para se assumir?

Até quando eu terei de sustentar esse espetáculo?

Imperfeito é um livro que eu venho querendo ler desde que o vi pela primeira vez, então, quando ele estava em promoção na Amazon, não resisti. Adoro romances homo afetivos, e a história de Daniel me parecia interessante. Como ele lutaria contra os sentimentos, e os assumiria perante todos, tendo tanto medo de ser julgado?

O autor acertou na sensibilidade na hora de escrever a história, tanto que muitas cenas me deixaram com lágrimas nos olhos, e com vontade de abraçar Daniel. Outras, no entanto, me fizeram querer soca-lo, principalmente quando ele estava fingindo ser outra pessoa, e magoava os que gostavam e se importavam com ele.
Daniel é um personagem fácil de se gostar, porém (sempre há um porém), é um daqueles personagens que conseguem nos irritar facilmente por conta de suas ações.

Digo isso pelo simples motivo de que, quando estamos sozinhos, sem termos encontrado nosso verdadeiro amor, nada parece real perante nossos olhos, o mundo parece ser feito em tons de cinza. É, pensando nisso, eu constato que a vida não pode ser cem por cento feliz sem doses diárias de amor.

Encontrei alguns erros de ortografia durante a leitura, mas nada que a atrapalhasse. A escrita do autor flui rapidamente, tanto que eu não parei de ler até que o livro estivesse no fim. Imperfeito é um romance maravilhoso que termina deixando o leitor implorando pela continuação, é emocionante, sensível e que vale a pena conhecer.

34 comentários

  1. Ai Dryh, já senti o sofrimento do Daniel só de ler a tua resenha. Eu ainda não conhecia o livro e fiquei muito curiosa com essa história. Posso imaginar a agonia dele fingindo ser quem não era ao invés de assumir suas vontades. Infelizmente existem muitos homossexuais passando por isso, fingindo serem héteros por medo de represarias, humilhações, rejeições ou sei lá mais o que. Acho que esse livro aborda um tema importante e eu gostaria de ler

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. infelizmente existem mesmo, e o pior é que muitos acabam vivendo assim, com medo, né?!

      Excluir
  2. Oi Dryh, tudo bem?

    Nunca li nenhum livro com esse enredo. Acho um tema que ainda é tabu, fico feliz dos escritores estarem retratando todas as formas de amor. Acho que não leria pois não curto personagens que nos tiram do serio, sou chata com isso =/


    Bjos

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olha eu ainda não li nada do gênero acredita nisso?
    Espero poder fazer a leitura, porque me parece ser um livro muito tocante pelo que você falou e deu para perceber pela emoção que tu desenvolveu suas impressões. Eu não sei se pegaria para ler nesse momento, mas acho que para conhecer tanto a escrita do autor como a estória do personagem, eu me arrisco sabe? Até porque eu tenho que sair um pouco da minha zona. Espero ler assim que puder miga e parabéns por mais uma resenha incrivel, pois já disse, vc arrasa !! hehehehe

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/02/resenha-escola-de-viloes.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você tenha a oportunidade de lê-lo, Sil, e que goste :)

      Excluir
  4. Olá
    Não sou do tipo que lê romance homoafetivo, nunca gostei muito. Já li algumas fanfics e só.
    Não leria o livro não por ser do tema proposto, mas por Daniel se mostrar imaturo quanto as decisões da sua vida... e o título do livro me leva a pensar que Daniel se acha imperfeito por ser quem ele é (é isso mesmo?)
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  5. muito legal o blog!!!
    parabéns! Sucesso para o blog!
    http://redomacritica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu adquiri esse e-book também, flor, e gostei de saber a sua opinião sobre ele. Eu me encantei pela premissa e saber que o autor conseguiu desenvolver o enredo com a sensibilidade prometida na sinopse me encantou. Eu sei que vou gostar do enredo, embora também ache que vou me sentir irritada com o personagem por se esconder.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você goste do livro também, Fran, estou curiosa para saber a sua opinião :)

      Excluir
  7. Vi a divulgação deste livro em algum outro blog e me interessei em ler, mas depois esqueci. Esta é a primeira resenha que leio sobre ele e fiquei mega cativada e empolgada para conferir a leitura em breve porque acho que a abordagem do enredo é pouco explorada na literatura e isso me deixou curiosa. Você sabe onde posso adquiri-lo?
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o livro será lançado ainda este ano, Ivi, em formato físico, eu acredito, mas eu o tinha adquirido na Amazon Kindle :)

      Excluir
  8. Olá Dryh,
    É legal saber que o autor acertou no quesito sensibilidade, pois acho que alguns livros ou deixam a desejar ou exageram nesse quesito.
    O que não me faz sentir aquela necessidade de ler o livro é esse porém, o fato de o personagem conseguir irritar, isso me incomoda bastante.
    Apesar disso, gostei muito da sua resenha e acho que daria, sim, uma chance ao livro.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é, mas o Daniel amadurece um pouco, viu? E acredito que ele crescerá ainda mais no segundo livro (espero que sim)

      Excluir
  9. Oie!
    Eu ainda não li nenhum romance do gênero, então não sei se vou gostar desse livro. Preciso dar uma oportunidade, pois com certeza vou me surpreender com essa história sensível e emocionante. Vou anotar a dica para procurar mais sobre ele.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você goste do livro, Carla :)

      Excluir
  10. Olá,
    Eu nunca li nada do gênero e nem pretendo ler. A história parece que flui com naturalidade, que o personagem consegue cativar o leitor, mas dessa vez vou deixar passar.
    Bom saber que o autor foi perfeito na sensibilidade e conseguiu transmitir isso para você.
    Parabéns pela resenha
    beijos
    Conchego das Letras

    ResponderExcluir
  11. Oi Dryh!
    Eu adoro ler sobre a homossexualidade. adoro o tema e acho que todo mundo deveria ler algum livro com essa abordagem, principalmente as pessoas que são mais preconceituosas e tals. Eu achei o nome do livro uma perfeita analogia a esse preconceito social. Fiquei muito interessada em ler e espero fazer isso em breve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo com você, Anelise \0/ espero que você goste do livro ♥

      Excluir
  12. Não acho que seja realmente assim "derrepente a pessoa se descobre homossexual", não sei se eu entendi errado. Acho que a pessoa sempre soube que é. Conheço vários homossexuais, inclusive tenho um caso na família, e desde criança a pessoa sempre soube. Só esse me fez perder o interesse pelo livro. Mas a questão que o livro aborda é interessante, assumir ou fingir ser o que não é? A homosexualidade infelizmente ainda não é bem aceita. E assumir é uma decisão de coragem, pois a pessoa sofre e corre muitos riscos.
    Por outro lado, eu fico na dúvida, você disse que o autor escreve muito bem e ele te cativou.

    parado-na-estante.blogspot.com.br
    facebook.com/paradonaestante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. bom, o Daniel sempre soube que era "diferente", por assim dizer, mas ele nunca teve coragem de assumir que era homossexual. Infelizmente existem muitos riscos mesmo :/

      Excluir
  13. Adorei a premissa do livro. Acho muito importante que se discuta, não só a questão da homossexualidade, que é um assunto muito relevante hoje em dia, mas da autoaceitação de um modo geral. É muito comum que as pessoas não se aceitem como são e passem a fingir serem o que não são. É impossível ser feliz dessa forma. Gosto de obras com essa pegada mais sensível. Pena os erros de português!

    Tatiana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é uma pena mesmo, mas o livro será lançado por uma editora, então acho que eles serão corrigidos \0/

      Excluir
  14. Oieee,
    Dryh eu não conhecia esse livro, mas adorei a capa e isso é raro de acontecer com os livros da Amazon, e gosto muito dessa temática de romances homoafetivos, então fiquei super interessada por essa leitura, só é uma pena que ele só esteja disponível na Amazon porque não leio em ebook :/
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a capa é mesmo muito bonita ♥ logo o livro será lançado por uma editora, Kris \0/

      Excluir
  15. Também gosto de livros homoafetivos apesar de ter lido poucos e os que li amei. Já tinha ouvido falar nesse livro inclusive queria ler, mas depois que vi uma resenha sobre ele toda a vontade se foi, mas quem sabe um dia eu acabe sentindo vontade novamente?
    O enredo parece ser interessante, clichê, mas interessante. Espero um dia ter animo para tentar lê-lo.

    Blog
    Blog Miih e o Mundo Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você consiga lê-lo um dia, Jéssica, e que goste :)

      Excluir
  16. Olá!

    Não conhecia esse livro, e não tenho o hábito de ler muitos livros sobre relacionamentos homossexuais. Contudo, eu adorei a premissa desse livro, pois ele se encaixa no gênero sick-lit, e curto muito esse gênero. Pelo o que você falou a estória será emocionante, e como faz tempo que não leio algo que me fez chorar ou me emocionar, esse livro será uma boa escolha. Dica anotada!

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você goste do livro, Thayenne :)

      Excluir
  17. Oiie Dryh,

    Não conhecia o livro, e sabe acho que não leria, pois não sou acostumada a ler livros que tenha relacionamentos homossexuais, eu nunca li nada, e mais por questões religiosas, vou deixar passar essa dica, mas quem sabe algum dia eu leio.

    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Gente, em que mundo eu estava que não vi essa resenha maravilhosa? Muito obrigado Dryh! Ainda não tenho novidades quanto ao lançamento do livro pela nVersos, mas posso dizer que a nova edição melhorou muito!

    ResponderExcluir

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...