Dois garotos se beijando

Título: Dois garotos se beijando
Autor: David Levithan
Editora: Galera
Páginas: 224
Edição: 1
Lançamento: 2015
Sinopse: Dois Garotos se Beijando - Baseado em fatos reais e em parte narrado por uma geração que morreu em decorrência da Aids, o livro segue os passos de Harry e Craig, dois jovens de 17 anos que estão prestes a participar de um desafio: 32 horas se beijando para figurar no Livro dos Recordes. Enquanto tentam cumprir sua meta — e quebrar alguns tabus —, os dois chamam a atenção de outros jovens que também precisam lidar com questões universais como amor, identidade e a sensação de pertencer.

Resenha

Dois garotos se beijando. Vocês sabem o que isso quer dizer. – página 71

Sou bem suspeita para falar sobre David Levithan. Ele é um dos meus autores favoritos, então é bem capaz de que eu ame todos os livros dele, mesmo que sejam dicas sobre como arrumar seu quarto. Dois garotos se beijando é um livro que eu já estava de olho desde o lançamento, então fui criando expectativas muito altas para ele até finalmente iniciar e leitura, e graças ao bom David, todas foram cumpridas!

Harry e Craig não são um casal, mas já foram. Depois de juntarem os caquinhos dos corações partidos após o término, eles planejam quebrar o recorde mundial do beijo mais longo: mais de 32 horas se beijando. Mas, além de alcançar o objetivo tão desejado, o beijo era uma chance de reascender o amor que havia apagado e quem sabe, quebrar muitos tabus.

Além deles, conhecemos também Peter e Neil, um casal de apaixonados que mal conversam, não perguntam sobre o dia do outro e sentem a chama da paixão se apagando um pouco a cada dia. Eles estão vivendo numa rotina, e se continuarem assim, pode ser que logo o amor que sentem um pelo outro não seja o suficiente para manter a relação em pé. Ver dois garotos se beijando em local público por 32 horas os incentiva a mudar, mas pode ser que as coisas demorem um pouco para acontecer.

A ignorância não traz felicidade. Felicidade é saber o significado total do que se recebeu. – página 17

Cooper está passando por um momento difícil, e por mais que a história dele não seja um romance, consegue a atenção do leitor no primeiro momento. Ele está sozinho, acredita que ninguém sentirá sua falta e, tendo tanta coisa acontecendo em sua vida no momento, o que Cooper mais quer é uma distração...

Avery e Ryan acabaram de se conhecer, mas uma noite juntos já faz com que ambos queiram estar com o outro o tempo todo. É claro que nem tudo são flores e arco-íris, porém, a história desse casal de cabelos coloridos é tão linda, que quase rouba a cena de Harry e Craig. E é claro que eu ainda não consegui me decidir quem é o meu personagem favorito, e acredito que nunca conseguirei escolher apenas um. É impossível não se apaixonar por Harry, Craig, Peter, Neil, Ryan, Avery, Copper e Tariq (amigo dos dois garotos que se beijam).

A liberdade também é uma questão do que você vai se permitir fazer. – página 10

Dois garotos se beijando é um livro maravilhoso, e por mais que a falta de capítulos tenha me incomodado um pouco (sem “só mais um capítulo por aqui, o livro vai inteiro de uma vez), gostei da diagramação. A capa é linda, não há como negar.
Não consigo dizer exatamente quais sentimentos me atacaram durante a leitura, mas posso afirmar que são muitos. Carinho pelos personagens, raiva pelo jeito que as coisas correm de vez em quando, curiosidade e compreensão pela narração poética em terceira pessoa, mais e mais paixão pela escrita de David, e aquele desejo imenso de quero mais quando o livro acaba.

Quando você precisa se agarrar a alguma coisa, deve se agarrar a ela. Você deve aceitar qualquer coisa que possa ajudar você a ir até o fim. – página 135

Esse é um livro que eu poderia ler toda semana sem nunca enjoar, e não digo isso só por ser uma grande fã do autor (ou por amar os personagens, escrita, etc, etc....), mas por todos os assuntos polêmicos que ele menciona. David consegue nos emocionar com suas palavras, com a forma com que narra o livro, usando “nós” o tempo todo. Mas quem são esses nós? Gerações passadas que sentiram a mesma coisa que os garotos. Pessoas que tentavam se esconder, mas eram descobertas. Pessoas que eram (e ainda são) “crucificadas” por serem quem são, pessoas que são obrigadas a terem vergonha de si mesmas. Pessoas como Harry, Craig... E como muitos de nós.

Nós sussurramos os nomes deles em resposta. E, nos sonhos, talvez eles escutem. – página 27

Se você ainda não conhece o autor, deveria começar por Dois garotos se beijando, pois é o livro mais incrível que eu já tive o prazer de conhecer. Se você já conhece David Levithan por suas outras obras, sabe muito bem do que eu estou falando quando digo que o autor é incrível, mas ainda não viu nada até conhecer Dois garotos se beijando.

Este é o poder de um beijo: ele não tem o poder de matar você. Mas tem o poder de trazer você à vida. – página 73


24 comentários

  1. Dryh lindona ainda não li nada do autor e gostei da maneira que o autor lidou com cada casal enfrentando alguma dificuldade no relacionamento, amei essa capa . Estou com o livro preciso ler logo. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, eu ainda não li esse livro mas lembro de já ter visto em algum lugar, não é o tipo de leitura que me atraia mas esse livro me interessou bastante, lendo a sua resenha eu fiquei curiosa com ele

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você goste do livro, Beatriz :)

      Excluir
  3. nunca li nada de Levithan, mas me falam super bem dele... Apesar de não ser mto minha praia essa literatura teen, acho que é importante ter mais livros com a temática gay nas livrarias... eu leria por esse motivo. Ai, sinceramente, não curti a capa, achei esse desenho muito simples, sei lah :S

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo que a editora poderia ter caprichado um pouco mais na capa, mas gostei tanto da história que nem prestei atenção...haha'

      Excluir
  4. Preciso ler este livro agora! Vou adquiri-lo amanhã!

    ResponderExcluir
  5. Nossa não li nada dele ainda, mas a forma como você falou dele e principalmente dessa história não tem como não querer conhecer.

    Adorei a temática e a forma como você descreveu os sentimentos e tudo o que passam os personagens.
    Rachei de rir com você falando que le até livro sobre como arrumar o quarto, ele deve ser mesmo fabuloso.

    Beijos
    Fer
    http://www.matoporlivros.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha' gostando tanto dos livros do David, leria o de auto ajuda sem pensar duas vezes *-* espero que você goste dos livros dele, Fer ♥

      Excluir
  6. Oi Dryh,
    Ainda não li esse livro, mas tenho curiosidade por causa da capa. Preciso arrumar um jeitinho de ler ele logo.

    Bjão

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você tenha a oportunidade de lê-lo, Kênia ♥

      Excluir
  7. Legal! É um tema que precisa mesmo ser explorado como forma de combater o preconceito. A arte é o caminho... bju

    dicassliterarias.blogspot.com.br - Coluna Idalan

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?

    Eu não conheço o autor, mas pela sua descrição e empolgação relacionadas a ele, imagino que ele tem uma escrita muito envolvente. Confesso que já tinha visto algumas resenhas do livro por aí, mas que nenhuma delas e nem a sinopse me convenceu, porém, sua resenha está me fazendo repensar. Quem sabe venha a ler.

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você goste dos livros do David, são realmente maravilhosos ♥

      Excluir
  9. Olá!
    Nunca li nada desse autor e, desde quando li a premissa da obra eu estou louca para ler. Adorei a resenha, espero ler a obra em breve.

    http://loucurasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você goste do livro, Juliana ♥

      Excluir
  10. Oi
    Nunca li nada desse autor, mas confesso tem livro dele na minha e quero ler esse também.
    Bjss

    ResponderExcluir
  11. Oie Dryh!!!
    ouço falarem maravilhas sobre o autor a tempos e até agora não o li, não por falta de interesse mas por de oportunidade mesmo.
    Uma amiga leu o livro recententemente e amou, espero lê-lo muito em breve ;)
    bjs

    ResponderExcluir
  12. Nunca li nada do autor, mas com certeza é um livro que leria, principalmente pelos temas abordados nele, me mechem muito comigo

    ResponderExcluir
  13. Oii,
    Estou com esse livro me esperando faz um bom tempo e sua resenha só me fez ficar mais curiosa para a leitura.
    Vivi
    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir
  14. Oii, tudo bem?
    Eu sou apaixonada na escrita do David e o Dois garotos se beijando está na minha lista de desejados já faz um tempinho rsrs, estou doida para poder conferir essa super historia!

    ResponderExcluir
  15. Olha eu sinceramente não tive interesse nenhum em ler esse livro até hoje.
    Eu tenho visto muitas resenhas positivas, mas mesmo assim eu acho que não compraria.
    Seilá, não faz muito meu gênero de leitura. Embora deve conter uma estória muito bonita. Mas mesmo assim vou ver se dou uma chance mais pra frente quem sabe. Conhecer não vai fazer mal nenhum né? Parabéns pela sua resenha. Ficou muito bem escrita.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/09/resumo-do-mes-agosto.html

    ResponderExcluir
  16. Olá Dryh!
    Eu não gosto da temática desse livro. A história não me convenceu.
    E por mais que sua resenha esteja maravilhosa, essa dica eu passo.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...