Confissões de inverno

Título: Confissões de inverno
Autor: Brendan Kiely
Editora: Arqueiro (cortesia)
Páginas: 224
Edição: 1
Lançamento: 2015
Sinopse: À medida que sua família se desintegra, Aidan Donovan, um adolescente de 16 anos, procura consolo em estimulantes químicos, no estoque de bebidas do pai e nas atenções do padre Greg, o único adulto que realmente o escuta. O Natal chega e seu mundo entra em colapso quando ele reconhece o lado obscuro do afeto que o padre Greg lhe dedica. Enquanto tenta dar sentido à própria vida, Aidan conta com o apoio de um grupo de amigos desajustados: Josie, a garota por quem se apaixona; a rebelde e espontânea Sophie; e Mark, o carismático capitão da equipe de natação.
Confissões de inverno mostra as formas pelas quais o amor pode ser usado como uma arma contra a inocência – mas também pode, nas mãos certas, restaurar a esperança e até a fé. O corajoso romance de estreia de Brendan Kiely expõe o mal que os segredos mais profundos que guardamos podem causar e prova que a verdade liberta e abre caminho para o amor.
 Resenha

Após ser abandonado pelo pai, Aidan Donovan passa a sentir-se ainda mais sozinho, e ter uma mãe que se preocupa mais com planejamentos de festas do que com o próprio filho não ajuda muito. Aidan encontra consolo das drogas e bebidas que consome diariamente, e também das conversas que tem com o padre Greg, que sempre está por perto quando ele precisa.

Ele costumava falar muito o meu nome, e, embora no começo soasse estranho, acabei tomando gosto pelo habito. Isso fazia com que eu me sentisse real, como se ele quisesse conversar somente comigo, como se eu significasse alguma coisa para ele... e como se ele também precisasse de mim. – página 25

Durante as festas de fim de ano, porém, ele descobre que não é o único garoto a ser tratado com “carinho” e “amor” pelo padre Greg, e, percebendo o que isso significava (não só para ele, mas também o que significaria para as outras pessoas), Aidan coloca uma máscara, e tenta, ao máximo, esconder o que há por dentro sendo outra pessoa.
Mas a profundidade da escuridão dentro de si é grande demais para ficar escondida, e, ao conhecer Mark, Josie e Sophie, trio que logo o acolhe, ele percebe que será ainda mais difícil esconder o que ele não quer que os outros descubram.

Aidan é um personagem que me encantou desde o início, apesar de algumas de suas ações serem um pouco precipitadas. O livro é narrado por ele, então ficamos ainda mais próximos de seus sentimentos e emoções, além de praticamente sentir sua solidão e dor. Vê-lo sofrer me deixava com a garganta apertada, e confesso que morria de medo de que Aidan decidisse tirar a vida de alguém, ou a sua própria. Não queria vê-lo desistir, mas também tinha medo de suas escolhas para superar os acontecimentos.

Esperava apenas que cada um de nós voltasse logo a ter alguém, alguém a quem nos agarrar, por mais brevemente que fosse, para nos lembrar que ainda estávamos vivos. – página 115

O início do livro foi um pouco cansativo, então demorei um pouco para me acostumar com a escrita do autor e aprender a gostar da história, mas, no momento em que isso aconteceu, não conseguia mais parar de ler. O final me pegou de surpresa, e fiquei me sentindo desesperada por uma continuação, o que eu acredito que não acontecerá. Achei que ficou um pouco no ar, mas, apesar de tudo, gostei do desfecho criado pelo autor.

Confissões de inverno é um livro forte, e, sinceramente, não sei se poderia ser classificado como romance, já que não é o assunto principal da narrativa, e já que os sentimentos do personagem principal são bem confusos em relação ao amor.

Garoto, você pode ser um dos dois tipos de pessoas: aquele que faz a realidade acontecer ou aquele que deve se encaixar dentro de uma realidade. – página 8

O livro foi uma surpresa para mim. Decidi lê-lo imaginando que fosse interessante, e acabou que Brendan Kiely conseguiu criar uma história surpreendente e emocionante que me tirou o fôlego. Estou satisfeita com a leitura, e espero poder ler mais livros do autor logo, pois sua escrita é simplesmente maravilhosa, e seus personagens ainda mais. Confissões de inverno é um livro um pouco forte, então pode não ser uma boa para quem gosta de histórias mais calmas e pouco profundas.



27 comentários

  1. Olá, Dryh.
    Eu não conhecia esse livro ainda e me interessei por ele. A história me pareceu ser tocante. Gosto de livros assim, mais pesados, para ler de vez em quando, não sempre hehe. Mas são esses livros que nos ensinam alguma coisa. Gostei da sua resenha

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. também gosto de livros pesados, principalmente quando eles conseguem nos tocar ♥ espero que você goste do livro :)

      Excluir
  2. Oi Dryh, estou bastante curiosa sobre esse livro, dá para perceber durante a leitura da resenha o quanto ele é envolvente e tocante. Espero ler em breve a obra.
    Bjim!

    Tammy
    Livreando | Facebook

    ResponderExcluir
  3. Oi Dryh!
    Desde que lia sinopse, senti que seria um livro que impacta, e pelo jeito não eme enganei. Estou com ele aqui para começar a leitura, vamos ver o que vou achar dessa trama \o/
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Dryh,
    Sabe que sempre que leio a sinopse ou uma resenha desse livro penso que é ligado a pedofilia, não tenho ideia porque, já que ninguém evidência isso. Mesmo sendo arrastado no começo e pesado para um romance coo é classificado, eu fiquei curiosa com o enredo.

    Beijos Elis - http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é um pouco inclinado para isso, sim, Elisandra, mas não vou falar mais nada para não contar demais...haha' espero que você goste do livro :)

      Excluir
  5. Olá Dryh! Nossa, lendo sua resenha, milhares de coisas se passaram na minha mente. É assunto bem atual e imagino quantos jovens passam por algo parecido. É um livro forte, deu para perceber isso ao ler seu texto, deve deixar fortes impressões. Espero ter a oportunidade de ler. Beijos!

    http://livrosepergaminhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você goste do livro, Suzana ♥

      Excluir
  6. Olá,
    nossa essa história parece ser bem angustiante. Fiquei pensando em como o protagonista deve ter lidado com tudo o que acontece com ele, família desestruturada, essa relação com o padre que acho que é abuso sexual. Acredito que os amigos devem ter ajudado bastante ele. Leria sim, sem dúvida, bjus!!!
    http://www.lendoaestante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o livro é um pouco angustiante sim, principalmente pelo fato de o protagonista ser alguém solitário *-* espero que você goste do livro :)

      Excluir
  7. Oi Dryh, sabe que esse é um livro que tenho muita vontade de ler, eu gosto desses livros que tem uma história mais forte, de um jeito estranho eles me cativam mais. Ótima resenha!

    Beijos

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, Kétrin ♥ espero que goste do livro :)

      Excluir
  8. Olá! Gosto muito de histórias assim então estou bastante curiosa para conferir, ainda mais depois da sua resenha.
    Beijos e boas leituras!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você goste do livro, Jessica :)

      Excluir
  9. Ooi,
    Não conhecia o livro mas percebi pela sua resenha que ele é bem forte e tocante, não sei se leria no momento mas vou anotar a dica.
    Vitória Zavattieri
    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é um livro forte mesmo, Vítória *-* espero que você goste :)

      Excluir
  10. Oláá
    Primeira resenha do livro que leio e já estou mega curiosa desde que vi que ia lançar, agora estou ainda mais haha adorei o enredo

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você goste do livro, Catharina :)

      Excluir
  11. Oi Dryh, sua linda, tudo bem
    Nossa, estou com o coração apertado, pelo o que eu entendi, o que ele esconde é um abuso por parte desse padre, esse assunto acaba comigo, acho muito forte, dependendo da forma como é narrado, não consigo ler. Dryh, acho que dessa vez, mesmo adorando os livros da editora, eu acho que não leria. Mas independentemente disso, sua resenha ficou ótima!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Nunca li nada desse autor, mas vou te dizer que fiquei muitíssimo curiosa lendo a tua resenha. Tenho uma lista imensa para vencer, mas estou pensando em passar esse na frente. Beijos!
    http://leituras-compartilhadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Menina, fiquei em dúvida… Esse livro aborda um pouco o abuso sexual? O carinho e o amor do padre Greg, estando entre aspas, me fez sentir um desconforto. Fiquei interessada pelo livro, porque gosto de dramas "reais". Mas ao mesmo tempo senti que o livro não tem uma grande mensagem.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. acho que cada leitor interpretaria a mensagem de uma forma diferente, Francine, não sei se posso dizer exatamente qual o tema do livro, pois tenho medo de contar demais, mas digo que é um livro real e forte, e que vale a pena ser lido ♥

      Excluir
  14. Oi Dryh, tudo bem?

    Imagino que seja uma leitura bem forte e com temas profundos... esse "amor" do padre por ele, o uso de substâncias químicas e tudo o mais. Apesar de gostar desse tipo de leitura, não me chamou a atenção. Mas que bom que apesar do início pouco cansativo, você conseguiu se conectar com a história e torcer para o Aidan. É bem chato quando fica algumas pontas soltas, mas que bom que no geral você gostou do final.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...